SofaSofaSofa

 

Gravatá - PE (ao Vivo)

Você está aqui Home

Apple vende 4 milhões de iPhones em 24 horas

Smartphones encomendados pelos consumidores durante pré-venda começam a ser entregues em outubro.

A Apple anunciou nesta segunda-feira que estabeleceu um novo recorde na pré-venda do iPhone 6 e iPhone 6 Plus, smartphones apresentados na última terça-feira nos Estados Unidos. A empresa de Cupertino vendeu mais de 4 milhões de unidades dos aparelhos nas primeiras 24 horas após o início da pré-venda, iniciada em 12 de setembro. Os usuários que comprarem os dois novos modelos do smartphone antes da chegada dos produtos às lojas devem recebê-los em casa a partir do início de outubro.

O número de iPhones vendidos representa o dobro do número alcançado pela Apple nas primeiras 24 horas após o lançamento do iPhone 5, em setembro de 2012. Após o lançamento do iPhone 5C e 5S, no ano passado, a Apple não divulgou estatísticas sobre as vendas dos produtos. Segundo o site TechCrunch, analistas acreditam que a venda combinada dos dois modelos tenha alcançado um número em torno de 2,2 milhões de unidades.

O resultado foi alcançado mesmo após o problemas enfrentados pela Apple. Devido ao grande número de acessos a loja on-line da marca, o site ficou fora do ar durante as primeira horas de pré-venda. A Apple também informou na sexta-feira que os interessados no iPhone 6 Plus, versão do aparelho com tela de 5,5 polegadas, terão que esperar cerca de quatro semanas para colocar as mãos no aparelho.

Os problemas não fizeram a fabricante adiar a chegada do iPhone 6 e iPhone 6 Plus às lojas, programada para a próxima sexta-feira, 19 de setembro. O produto começa a ser vendido a partir das 8h nas Apple Stores nos Estados Unidos, mas também poderá ser encontrado em revendas autorizadas da Apple e nas lojas das principais operadoras, como AT&T, Sprint, T-Mobile e Verizon.

Além dos Estados Unidos, os novos smartphones da Apple serão lançado também no dia 19 de setembro na Alemanha, Austrália, Canadá, França, Hong Kong, Japão, Porto Rico, Reino Unido e Singapura. Outros 20 países, entre eles Áustria, Bélgica, Espanha e Portugal, receberão o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus em 26 de setembro. A Apple ainda não divulgou a previsão de lançamento dos smartphones em outros países, como o Brasil.


Fonte: Veja Brasil

Leia mais...

Brasil Game Day traz jogos e consoles em promoções diversas por apenas um dia

Xbox 360 por R$ 600. Metal Gear Rising Revengeance por R$ 30. Halo 4 por R$ 40. Essas são algumas ofertas que estão sendo oferecidas nesta sexta, 12 de setembro, na Brasil Game Day.

A iniciativa, que acontece desde o ano passado, é realizada pela empresa Busca Descontos e reúne vários sites de lojas como Walmart, Saraiva e Americanas que colocam alguns de seus jogos, consoles e acessórios em promoção durante 24 horas. Os descontos podem chegar até a 90%.

Para não ter que ficar com o navegador cheio de abas abertas, no próprio site do Brasil Game Day são mostradas os maiores descontos nas lojas que estão participando e é possível filtrar as promoções por marcas e empresas.

É claro que muitas lojas estão aproveitando para tentar se livrar daqueles jogos que estão encalhados no estoque (quem aí não se lembra de Bioshock 2 no dia do Jogo Justo, algum tempo atrás?).

Agora o jogo da vez parece ser o Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014, que pode ser encontrado por R$ 25 (e pensar que antes do lançamento ele iria ser vendido por R$ 250).

Fora isso, alguns descontos não parecem assim tão tentadores, como um Forza 5 que antes era vendido por R$ 200 e agora sai por R$ 180, e a completa ausência de jogos portáteis também é bastante sentida.

Pelo menos boa parte das lojas que estão participando está encarando a promoção como um Brasil Game “Weekend”, prolongando as ofertas também para o fim de semana.

Além da promoção aberta para todos, quem tinha realizado um cadastro prévio no site recebe ofertas exclusivas por e-mail e ainda concorre a um prêmio de R$ 4 mil em compras. O que pode ser usado para compras diversos jogos ou um PS4 oficial no Brasil. Fica a escolha.

O sorteio será realizado dia 17 de setembro.

Para quem tiver dúvidas sobre compras e eventuais problemas com produtos na promoção, uma sessão de perguntas frequentes no site esclarece alguns pontos.

Fonte: Gizmodo

Leia mais...

Este é o novo padrão USB reversível que transfere mais dados e energia do que nunca

Em agosto, a organização responsável por evoluir o USB revelou que o Type-C estava pronto: o novo padrão é reversível, ou seja, você pode encaixá-lo de qualquer lado; e ele também é mais rápido. Agora, o AnandTech deu uma olhada de perto nos cabos com o novo padrão.

Vamos recapitular: o Type-C possui quase o tamanho de um conector MicroUSB, mas sempre se encaixa do lado certo, não importa se ele estiver “para cima” ou “para baixo”. É que nele, os pinos que transmitem dados estão presentes nos dois lados.

Além disso, ele adota o padrão USB 3.1, que chega a velocidades de até 1,25 GB/s, o dobro do USB 3.0. No hands-on, o AnandTech viu dois SSDs trocando dados a até 833 MB/s usando os novos cabos.

O novo padrão USB também permite fornecer até 100 W de energia que flui nos dois sentidos: ou seja, “um laptop seria capaz de enviar e receber energia através da mesma porta”, segundo o AnandTech.

O Type-C também facilita transmissões de áudio e vídeo. Dessa forma, você poderia usar um cabo USB para conectar seu laptop a um monitor externo, e ele poderia carregar a bateria também.

Os primeiros produtos com o novo padrão USB devem chegar ao mercado em 2015. Como ele quebra a compatibilidade com conectores USB existentes, você terá que usar adaptadores com seus cabos atuais. [AnandTech]

Fotos por AnandTech e William Warby/Flickr

 

Fonte: Gizmodo

Leia mais...

Falha no iCloud é principal suspeita em vazamento de fotos nuas de celebridades

Neste domingo, usuários anônimos no 4chan vazaram diversas fotos de celebridades nuas – a atriz Jennifer Lawrence, a modelo Kate Upton, a cantora Avril Lavigne e muitas outras. No Reddit, usuários dizem que o vazamento ocorreu devido a uma falha no iCloud, e fortes indícios apontam para isso.

Uma falha permitia “chutar” a senha de uma Apple ID repetidas vezes até acertar – é o clássico ataque por força bruta. A empresa HackApp, que possui uma ferramenta para segurança de apps móveis, criou o script chamado ibrute que permite aproveitar esta falha.

Ele foi divulgado um dia antes do vazamento das fotos. Vinicius Camacho Pinto, conhecido como K-max, diz que testou o script com sucesso.

A falha não estaria no iCloud em si, e na verdade em uma API utilizada pelo recurso Buscar Meu iPhone: ela não impede o acesso após três tentativas de login, como deveria acontecer.

Se confirmada, esta não seria a primeira falha grave do Buscar Meu iPhone: este ano, hackers usaram o recurso para “sequestrar” dispositivos iOS na Austrália e na Rússia.

A única forma de impedir que alguém acesse sua conta do iCloud após descobrir a senha é ativando a autenticação por dois fatores: com ela, você precisa inserir um código – recebido via SMS – para autorizar o acesso. Mas suspeitamos que a maioria dos usuários não utilize o recurso.

No entanto, há sinais de que hackers estavam acumulando as fotos vazadas há tempos. O Deadspin recebeu uma dica sobre isso há semanas, com os nomes que vazaram ontem, mas sem as imagens. E o Gawker suspeita que os envolvidos sejam usuários do site AnonIB, formado por ex-usuários do 4chan: o site é dedicado a fotos de não-celebridades nuas, mas um grupo de usuários teria obtido há uma semana as fotos que vazaram neste domingo. Um dos usuários diz que estava “rasgando iClouds”, em referência ao serviço na nuvem da Apple.

No Twitter, a Hackapp diz que a Apple corrigiu o problema, mas apenas em alguns países. Infelizmente, o estrago está feito: as atrizes Jennifer Lawrence e Mary Elizabeth Winstead já confirmaram que suas fotos vazadas são reais.

No total, 101 celebridades teriam sido hackeadas, mas não se sabe quantos dos vazamentos são autênticos: Ariana Grande e Victoria Justice dizem que suas fotos vazadas são falsas – uma delas realmente parece feita no Photoshop.

Usuários no 4chan e Twitter estão pedindo por dinheiro via PayPal e bitcoins para publicar mais fotos e vídeos das celebridades nuas. Mas os sites estão reagindo para remover o conteúdo: o Imgur está deletando as fotos vazadas o mais rápido possível, enquanto o Twitter está suspendendo contas que publicarem as imagens.

Um porta-voz da Jennifer Lawrence diz que “as autoridades foram contatadas e vão processar qualquer pessoa que publicar as fotos roubadas” da atriz. Em 2012, um homem de 35 anos foi condenado a dez anos de prisão por vazar fotos nuas de Scarlett Johansson que estavam no BlackBerry dela.

A Apple ainda não comentou o caso. [Vinícius K-max, Engadget, Gawker]

Foto por Eric Charbonneau/Invision for Twentieth Century Fox/AP Images

 

Fonte: Gizmodo Brasil

Leia mais...

Atualização causa “tela azul da morte” no Windows 8.1; saiba como consertar

A “tela azul da morte” ganhou ares mais sofisticados nas versões mais recentes do Windows, mas ela ainda representa o mesmo problema de sempre: algo deu muito errado no Sistema Operacional da Microsoft. E alguns usuários que instalaram a atualização de agosto do Windows 8.1 receberam essa visita ingrata em seus desktops.

Além o aparecimento da famosa tela, a atualização MS14-045 também causou instabilidade no sistema, entre outros problemas. A Microsoft reconheceu a falha, e removeu os links de download. Além disso, a companhia também ofereceu um guia para corrigir os problemas, desinstalando algumas das atualizações.

Se você está enfrentando problemas com o patch MS14-045, saiba agora como resolvê-los. Os problemas identificados são os seguintes:

Problema conhecido 1

Depois de instalar esta atualização de segurança, fontes que estão instaladas em um local diferente do diretório de fontes-padrão (% windir% \ fonts \) não podem ser alteradas quando são carregadas em qualquer sessão ativa. As tentativas de mudar, substituir ou excluir essas fontes serão bloqueadas e a mensagem "Arquivo em uso" será apresentada.

Problema conhecido 2

A Microsoft está investigando o comportamento no qual fontes não processam corretamente depois de qualquer uma das seguintes atualizações serem instaladas:

  • 2982791 MS14-045: atualização de segurança para drivers de modo kernel, lançada no dia 12 de agosto;
  • 2.970.228 atualização para suportar o símbolo de moeda nova para o rublo russo no Windows;
  • 2.975.719 conjunto de atualizações para o Windows RT 8.1, o Windows 8.1, e o Windows Server 2012 R2;
  • 2.975.331 update para o Windows RT, Windows 8 e Windows Server 2012.

A Microsoft removeu os links de download para essas atualizações enquanto as questões estão sendo investigadas.

Para resolver este problema

Abra o ícone "Programas e Recursos" no Painel de Controle e, em seguida, clique em "exibir atualizações instaladas". Localize e, em seguida, desinstale qualquer uma das seguintes atualizações que estão atualmente instaladas:

  • KB2982791
  • KB2970228
  • KB2975719
  • KB2975331

Problema conhecido 3

A Microsoft está investigando o comportamento no qual alguns sistemas estão falhando e apresentando a mensagem de verificação de erro 0x50 (tela azul de morte) depois de qualquer uma das seguintes atualizações instaladas:

  • 2982791 MS14-045: Atualização de segurança para drivers de modo kernel, lançada no dia 12 de agosto;
  • 2.970.228 Atualização para suportar o símbolo de moeda nova para o rublo russo no Windows;
  • 2.975.719 Conjunto de atualizações para o Windows RT 8.1, o Windows 8.1, e o Windows Server 2012 R2;
  • 2.975.331 Update para o Windows RT, Windows 8 e Windows Server 2012.

Para resolver o problema

1. Reinicie o computador em modo de segurança:

  • Se você tiver a mídia de instalação do Windows 8.1 (como um DVD ou USB), inicie o computador usando a mídia de instalação. Insira a unidade flash USB ou DVD, e reinicie o PC.
  • Se a mensagem "clique em qualquer tecla para iniciar a partir do DVD," aparecer, faça isso. Se você não receber a mensagem, você pode ter que mudar a ordem de reinício nas configurações do BIOS do computador para que o computador inicie pelo DVD ou USB.
  • Quando você chegar à página de Instalação do Windows, clique em "Reparar o computador" para iniciar o "Ambiente de Recuperação do Windows".
  • Se você não tiver a mídia, você deve tocar três vezes no botão liga/desliga para reiniciar o computador durante o processo de inicialização. Isto deve iniciar o Ambiente de Recuperação do Windows.
  • Assim que o computador é iniciado no Ambiente de Recuperação do Windows, toque ou clique em  "Solucionar problemas" na guia "Escolha uma opção  de tela". Caso você não veja a opção de configurações de inicialização, toque ou clique em "Opções avançadas".
  • Toque ou clique em  "Configurações de inicialização", e, em seguida, toque ou clique em Reiniciar.
  • Na tela "Configurações de inicialização", selecione a configuração de inicialização que você deseja (pressione 4 para o modo de segurança).
  • Entre no seu computador usando uma conta de usuário que tenha direitos de administrador.

2. Exclua o arquivo fntcache.dat. Para fazer isso, digite o seguinte comando no prompt de comando e pressione Enter:

del% windir% \ system32 \ fntcache.dat

3. Depois de eliminar o arquivo fntcache.dat, reinicie o computador. O computador deve iniciar com êxito.

4. Clique em Iniciar, depois em Executar, digite regedit na caixa de abertura e, em seguida, clique em OK .

5. Localize e clique na seguinte subchave no registo:

HKEY_LOCAL_MACHINE \ Software \ Microsoft \ Windows NT \ CurrentVersion \ Fonts \

6. Clique com o botão direito na subchave de registro Fontes, e, depois, clique em Exportar .

7. Digite um nome para o arquivo de registro exportado e selecione um local para armazenar o arquivo. Você vai usar esse arquivo posteriormente para restaurar o registro da fonte que você irá remover nas etapas seguintes.

8. Depois de salvar o arquivo reg, encontre valores de registro na subchave de registro "Fontes" em que o campo de dados atenda aos seguintes critérios:

  • Contém um arquivo de caminho completo (e não apenas um nome de arquivo)
  • O caminho completo do arquivo termina em uma extensão ".otf" (isto indica um arquivo de fonte OpenType).

9. Exclua o arquivo fntcache.dat novamente (ele será recriado). Para fazer isso, digite o seguinte comando no prompt de comando e pressione Enter:

del% windir% \ system32 \ fntcache.dat

10. Abra a opção "Programas e Recursos" no Painel de Controle e, em seguida, clique em "Exibir atualizações instaladas". Localize e, em seguida, desinstale qualquer uma das seguintes atualizações que estão atualmente instaladas:

  • KB2982791
  • KB2970228
  • KB2975719
  • KB2975331

11. Reinicie o computador.

12. Localize o arquivo reg que você salvou anteriormente, clique com o botão direito no arquivo e clique em "Mesclar" para restaurar os valores de registro da fonte que você removeu anteriormente. Observação: é seguro voltar a adicionar estes valores de registo, agora que as atualizações ofensivas foram removidas.

 

Fonte: Microsoft

Leia mais...

Página 1 de 145